Alerta! Em defesa do PT: não à federação com o PSB!

O Comitê Nacional do Diálogo e Ação Petista decidiu publicar a nota abaixo aos grupos de base e ao conjunto do Partido. “(…) é totalmente irresponsável com a base do partido que não será consultada. A ameaça concreta dessa federação é de aprisionar o PT numa camisa-de-força. (…) não concordamos que o TSE extrapole seu mandato e atropele o Congresso Nacional em ‘consultas’ às cúpulas partidárias”, diz a nota. Leia na íntegra.

Ler mais

Uma rica discussão sobre a Constituinte: dúvidas e polêmicas

lo promovido pelo DAP levanta questões importantes. É preciso que sejam respondidas. Nos debates, surgem dúvidas, polêmicas, divergências, o que é próprio de uma discussão democrática. Nesta página, procuramos responder as principais questões, debatendo com os companheiros e companheiras. A discussão está apenas começando.

Ler mais

Ampliar os debates sobre a Constituinte Soberana

A cada dia, uma nova demonstração de como essas instituições estão apodrecidas e de como é impossível que, sob sua regência, o povo brasileiro possa ter esperança de uma vida melhor e mais digna. É preciso mudar, e a perspectiva da Assembleia Constituinte Soberana, que dê a palavra ao povo, é a proposta defendida pelo DAP.

Ler mais

Grupos de base promovem debates sobre Constituinte

O ciclo de debates sobre a Constituinte Soberana começa a tomar corpo, com debates já realizados e muitos outros agendados ainda para este mês. O caderno “A palavra ao povo”, produzido pelo Comitê Nacional do DAP, teve sua primeira edição, de mil exemplares, esgotada. A procura, pelos grupos de base e coordenações estaduais, foi grande.

Ler mais

Hora dos grupos de base abrirem o debate sobre a Constituinte

O Diálogo e Ação Petista realizou no último sábado, 9 de outubro, o primeiro debate sobre a Assembleia Constituinte Soberana. O debate iniciou o ciclo que tem o objetivo de desenvolver essa discussão com os militantes petistas e dos movimentos sociais e populares, diante da aguda crise institucional do país.

Ler mais

Memória que inspire o presente: da Constituição de 1988 ao governo Bolsonaro

O fac-símile é das páginas 4 e 5 do Boletim Nacional do PT de outubro de 1988 – Por que só o PT disse não à Constituição. Elas explicam, logo na abertura: “Os deputados do PT votaram não ao texto final da nova Constituição, em defesa dos direitos dos trabalhadores e das conquistas sociais que lutaremos para ampliar.Com nosso voto, negamos o governo Sarney, a tutela militar e a ordem conservadora que a nova Carta consagra.”

Ler mais