Mais um crime de morte bolsonarista: eleitor de Lula é assassinado em Mato Grosso

O trabalhador rural Benedito Cardoso dos Santos, 42 anos, foi assassinado a facadas por um criminoso bolsonarista, na noite de 7 de setembro, em Confresa (MT). Tudo porque defendia Lula e sua candidatura. O criminoso foi preso.
Corretamente, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, apontou a responsabilidade política do presidente Jair Bolsonaro.
O novo crime ocorre no mesmo dia dos comícios bolsonaristas de 7 de Setembro, com a presença de militares das três armas, intimidação, ameaças (“ganhar na bala”), uso escancarado da máquina do governo e dos recursos públicos. Goi mais um passo significativo de Bolsonaro em sua escalda golpista.
Na noite de 9 para 10 de agosto, um bolsonarista, aos gritos de “morte aos petistas” e “aqui é Bolsonaro”, invadiu a festa do 50º aniversário do militante do PT Marcelo Arruda, e o assassinou a tiros.
Esses crimes não podem ficar impunes. Mas a melhor defesa é o povo na rua, para eleger Lula e ter seus direitos respeitados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: