“Não há saída para Alagoas sem saída para o Brasil”

foto luizinho al

Professor Luizinho, candidato, conta a campanha no Estado

Liderança do Diálogo e Ação Petista em Alagoas e candidato a deputado estadual, o professor Luizinho está licenciado da presidência do Sindicato de Docentes da Universidade Estadual (Sinduneal) e da CUT estadual. Luizinho é delegado eleito para o Encontro Nacional Extraordinário do DAP. Conversamos com ele sobre as eleições e as relações com o clã Renan.

DAP: Você é candidato a deputado estadual. Quais as principais questões que você levanta?

Professor Luizinho: A principal questão é liberdade para Lula e o seu direito de disputar as eleições. O povo já percebeu que Lula está preso porque não querem deixá-lo disputar as eleições. Nossa candidatura está engajada na construção dos comitês Lula Livre e Presidente, pois só Lula com uma Constituinte poderá revogar as medidas do golpista Temer e fazer as verdadeiras reformas populares.

Alagoas é um estado praticamente federalizado. O estado é muito dependente de verbas e programas federais. Não há saída para Alagoas se não houver uma saída positiva para o Brasil. Vamos fiscalizar o Executivo estadual e elaborar projetos de interesse popular, combater o sucateamento dos serviços públicos estaduais, onde os concursados estão sendo substituídos por contratos precários, e até por presidiários.

Vamos também combater as Organizações So­ciais (OSs) e defender nossa empresa pública de água e saneamento (Casal) ameaçada de privatização.

DAP: O PT está coligado com Renan Filho (MDB), de cujo governo saiu após o golpe, mas voltou agora. Qual o impacto disso?

PL: Nos opusemos a volta do PT ao governo Renan. Foi um debate caloroso no Diretório e no Encontro Estadual, mas terminaram prevalecendo interesses pessoais. Muitos petistas rejeitam essa aliança e votarão 13 para governador e senador.

DAP: Mas o senador Renan (pai), candidato a reeleição, apoia Lula e fala num tipo de Constituinte. Como você vê isso?

PL: É sintomático da situação. Mas, atenção, o senador Renan fala de constituinte sem povo. Ele quer transformar o Congresso Nacional a ser eleito, Câmara e Senado, em constituinte, o que deixaria outra vez de fora os trabalhadores. Pelas atuais regras eleitorais temos mais bancadas de agronegócio, empresários etc. enquanto nós, o povo trabalhador, que somos a maioria, estamos sub­-representados. O PT defende uma Constituinte unicameral de deputados eleitos para esse fim.

DAP: Como está a campanha de Lula no estado?

PL: Apesar do crescimento nas pesquisas eleitorais, onde Lula chega a 57% das intenções de voto, a campanha ainda está morna. É preciso que a direção do PT assuma protagonismo e mobilize a militância, colando nas lutas em curso.

DAP: Que opções de voto você recomenda para as eleições?

PL: Estamos mobilizando pelo voto em Lula presidente, Paulão deputado federal e Professor Luizinho deputado estadual. Para governador e senador é voto 13.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s