Comitê quilombola em defesa da democracia e de Lula é lançado em Goiana (PE)

comite quilombola-pe

No sábado, 24, na cidade de Goiana, localizada na Zona da Mata Norte do estado, atual integrante da Região Metropolitana do Recife, foi lançado mais um Comitê Quilombola em Defesa da Democracia e da Candidatura de Lula.  A iniciativa partiu do Quilombo Povoação de São Lourenço, juntamente com diversas lideranças locais.

Entre as representações que participaram da criação da instância está a coordenadora das artesãs Quilombolas de Povoação de São Lourenço, Cecília Gouveia; a representante do quilombo Catuca Malunguinho, Gedália Venceslau, conhecida como professora Dadá, além do presidente da Associação Quilombola Povoação de São Lourenço (AQPSL), Natanael Fernandes e do vice, Rivaldo dos Santos.

Além do professor de uma das escolas quilombolas da localidade, o pesquisador Alexander Valença, a Secretaria de Combate ao Racismo do PT Estadual também esteve presente na atividade apoiando a proposta. De acordo com o Igor Prazeres, titular da secretaria, em todos os comitês constituídos são realizadas rodas de diálogo para discutir o processo enfrentado pelo ex-presidente Lula e a perseguição política que vem sofrendo.

Conforme Igor, nos encontros são esclarecidas as várias consequências do golpe na vida da população quilombola. “Deixamos eles sempre informados e discutimos os problemas que estão tendo nas comunidades quilombolas com o governo golpista e os direitos que estão sendo retirados. Mostramos o que foi feito de avanço no governo Lula, o decreto 4 887, que regulamenta a titulação de terras quilombolas, a certificação, as matrizes curriculares quilombolas que avançaram no governo do ex-presidente e o fortalecimento da Fundação Palmares que passou a certificar mais comunidades”, explicou.

A liderança destacou que após o golpe, o Ministério das Mulheres, Igualdade Racial, Juventude e Direitos Humanos foi extinto e a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – Seppir, enfraquecida.

Direito ao Ensino e Oportunidades

O dirigente também afirmou que e os repasses de recursos municipais definidos no governo Lula para a saúde da população negra e para a educação, também são discutidos. “Na época do presidente Lula foram liberados vários recursos para os municípios, destinados a unidades de saúde e escolas quilombolas, para um reforço na merenda inclusive. E estas escolas passaram a receber um incentivo a mais através do Fundeb”, disse.

Igor acrescentou ainda que na pauta das reuniões entra em discussão os recursos das assistências estudantis para os jovens quilombolas, como o Bolsa Permanência e o acesso deste jovem à Universidade através de programas como o Prouni e Sisu.

A titulação de terras através do Incra também faz parte das rodas de conversa, além das patentes de produtos quilombolas que seguem para o exterior, levados por terceiros, sem uma regulação.

Conforme o representante da Secretaria de Combate ao Racismo do PT Pernambuco, é importante não perder de vista a luta por estas pautas pois direitos estão sendo retirados e a população quilombola recarizada.

O dirigente informou que no dia 14 de abril o mais novo Comitê Quilombola em Defesa da Democracia e da Candidatura de Lula deverá fazer uma atividade porta a porta no quilombo e depois uma reunião ampliada pra discutir a defesa de Lula e da democracia.

Publicado originalmente no site do PT-PE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s