Trabalhadores reafirmam: Fora Bolsonaro!

As manifestações de Grito dos Excluídos e dos movimentos populares neste 7 de setembro deixaram evidente o sentimento da grande maioria da população: não é possível continuar com esse governo genocida.

No mesmo dia, as manifestações convocadas e insufladas por Bolsonaro frustraram os próprios bolsonaristas: não houve golpe e o número de participantes foi bem menor do que o esperado.

A luta está nas ruas. Em inúmeras cidades, de todas as regiões brasileiras, enfrentando as ameaças de golpe e de provocações, trabalhadores, movimentos populares e jovens estiveram presentes em atos com um só objetivo: fora Bolsonaro!

Em São Paulo, no ato do Anhangabaú (a Avenida Paulista foi “reservada” pelo governador Dória para os bolsonaristas), houve uma participação popular bem maior do que nos atos anteriores. O mesmo aconteceu com os sindicatos.

Em Porto Alegre e Florianópolis, mesmo sob forte chuva, as manifestações ocorreram. Em Curitiba, foi maior do que as anteriores.

Cresce a consciência de que é preciso dar um fim a esse governo. Necessidade que o DAP expressa com a palavra de ordem “ninguém aguenta mais, fora Bolsonaro e seus generais”. No ato de Brasília, o sindicalista Edison Cardoni, do DAP, puxou em sua fala esse grito e foi acompanhado por todos os manifestantes.

Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Goiânia, inúmeras cidades do interior… é fora Bolsonaro e seus generais. Um sentimento que cresce, o que os moradores da favela do Vidigal, no Rio de Janeiro, expressaram jogando ovos nos bolsonaristas.

Não foram registrados incidentes. A classe trabalhadora demonstrou que está no controle de suas manifestações, que detém seu direito de expressão. E, o que é mais importante: Bolsonaro, seus generais e suas hordas podem ser enfrentados. E derrotados.


user

Diálogo e Ação Petista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: