Governo Bolsonaro persegue professora universitária sobre outdoor

A Polícia Federal convocou nesta última semana a professora Erika Suruagy, então presidenta da Associação de Docentes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), para prestar depoimento em inquérito instaurado sobre uma campanha de outdoors realizada por várias entidades sindicais em setembro de 2020. O outdoor continha a frase “O senhor da morte chefiando o país / No Brasil, mais de 120 mil mortes por COVID19 / # FORABOLSONARO”. A reação foi imediata: várias entidades sindicais, universidades e personalidades têm divulgado notas de solidariedade a professora Erika Suruagy e à ADUPERFE, sua entidade sindical. Erika é militante do DAP em Pernambuco. Leia a nota abaixo da ADUFERPE.

Aberto em 29 de janeiro, o inquérito investiga a professora pelo crime de injúria, descrito no Artigo 140 Código Penal como “ofender a dignidade ou o decoro de alguém”.


EM DEFESA DA DEMOCRACIA, DA LIBERDADE SINDICAL E DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO:

FIM À PERSEGUIÇÃO DE JAIR MESSIAS BOLSONARO AOS PROFESSORES E PROFESSORAS E À ADUFERPE

Foi com surpresa e indignação que a diretoria da ADUFERPE recebeu a notícia da convocação de nossa vice-presidenta, a professora Erika Suruagy, para depor na Polícia Federal, em inquérito criminal aberto a pedido do presidente Jair Messias Bolsonaro, para apurar a colocação de outdoors, no final de 2020, com os dizeres “O senhor da morte chefiando o país. No Brasil, mais de 120 mil mortes por COVID-19 #ForaBolsonaro “.

Trata-se de um brutal ataque à mais elementar liberdade de expressão garantida constitucionalmente. É uma tentativa de calar opiniões e intimidar o legítimo e livre exercício da atividade associativa. Por outro lado, no mérito, a crítica ao governo federal externada no outdoor – e que pode facilmente ser estendida a outras esferas de governo – revelou-se desgraçadamente justa: à época eram 120 mil mortes a lamentar, hoje já são quase 300 mil.

Nossa Assessoria Jurídica está segura de que não há nenhuma base legal para que um processo seja instaurado. O fato de a professora Erika Suruagy ter sido convocada e de ter que prestar depoimento na Polícia Federal é de inteira responsabilidade de Jair Bolsonaro. Ele está claramente tentando intimidar sindicalistas, cientistas, professores, servidores públicos, artistas, intelectuais e cidadãos que discordam da política do governo. Não conseguirá!

A unidade do conjunto dos trabalhadores e trabalhadoras, com suas organizações sindicais e populares, vai barrar essas intimidações e ameaças de Bolsonaro. A democracia e o livre direito de opinião serão defendidos por todos e todas.

  • TODO APOIO À ADUFERPE!
  • NÃO À CRIMINALIZAÇÃO DO MOVIMENTO SINDICAL!
  • NÃO CALARÃO OS SINDICATOS!
  • NÃO IMPEDIRÃO A LIVRE MANIFESTAÇÃO!
  • FORA BOLSONARO!

Leia também:

user

Diálogo e Ação Petista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: