DAP Minas mobiliza 16 cidades rumo a Plenária Estadual

A coordenação estadual do DAP Minas Gerais se reuniu online em 26 de junho e convocou uma plenária estadual no próximo dia 25. Nas últimas 2 semanas, realizou 12 reuniões de grupos de base com militantes de 16 cidades do Estado.

Belo Horizonte já realizou duas reuniões, com aproximadamente 15 companheiros em cada; Leopoldina, com grupo de base em formação, se reuniu no dia 27/06, com 6 militantes; Santos Dumont reuniu 11 militantes no dia 29/06; Cataguases no dia 30/06 agrupou 21 companheiros e companheiras do DAP; com grupo em formação, 7 militantes de Barbacena, se reuniram no dia 1º de julho; Juiz de Fora neste mesmo dia 1º de julho realizou uma primeira rodada, marcando outra reunião do grupo de base para o dia 09/07.

DAP Cataguases

Triângulo e região dos Vales

No triângulo mineiro, o DAP realizou em Ituiutaba duas reuniões com 9 militantes e em Uberlândia com 15 militantes.  No sábado 04 de julho, companheiros e companheiras de Governador Valadares, Virgolândia, Itumiritinga, Ipatinga, Timóteo e Coronel Fabriciano se reuniram remotamente com o DAP dos Vales (Vale do Rio Doce e Vale do Aço), que foram precedidos de diversos encontros em cada cidade.  Ficaram marcadas ainda as reuniões remotas do DAP de Ubá, para o dia 07 e e Andrelândia para o dia 09.

DAP dos Vales do Aço e do Rio Doce

Rumo ao Encontro Estadual

Todos os grupos de base que já se reuniram e realizarão ainda seus encontros estão escolhendo representantes/delegados, para o Encontro Estadual do DAP Minas Gerais, marcado para o próximo dia 25 de julho.

Em todas as reuniões, após relato e balanço da Plenária Nacional, animados pelas palavras da companheira Luisa Hanune (PT-Argélia), Júlio Turra (CILI), Sokol, Misa e Greenhalgh da Direção Nacional do PT, e com as palavras da Presidente do PT – Gleisi Hoffmann, a militância reafirmou o lugar do DAP na defesa do PT e na luta de classes. Um balanço positivo do avanço do PT na luta por Fora Bolsonaro e pelo fim do Governo.

Lula, frentes e lava-jato

Outro ponto abordado em todas as reuniões é a concordância com a advertência feita por Lula sobre estas frentes supostamente amplas, que reúnem golpistas e bolsonaristas arrependidos; falam em democracia, mas se calam diante do golpe que perpetraram contra Dilma; e da perseguição ao PT e à Lula que engendraram e apoiaram com a Lava Jato/FBI/Depto. de Justiça americano (DoJ), a serviço do imperialismo.

Eles que falam em suposta frente se mantém calados diante do governo que pariram, assim como continuam golpeando os trabalhadores com medidas que retiram direitos, privatizam e promovem o desemprego e informalização da economia. 

As conclusões das discussões

Todos os militantes concordaram e reafirmaram compromisso de ocupar os espaços que são da classe trabalhadora – as praças/ruas e fábricas – como em maio e junho, que começaram com os enfermeiros em Brasília exigindo equipamentos de segurança, depois a juventude, os negros e as torcidas organizadas – e agora os entregadores de aplicativos. Foram essas mobilizações, na opinião dos militantes do DAP, que espantou os fascistas das ruas, e pode acelerar a derrocada do desgoverno da morte e do desemprego, de Bolsonaro/Mourão e Guedes.

A exemplo do PT e da CUT de Juiz de Fora que realizaram uma manifestação pelo Fora Bolsonaro e Fim do Governo e denunciar o genocídio do povo negro em 03 de julho, combinadas com as reivindicações locais contra as “reformas” das previdências propostas pelo governador Zema e prefeito Almas.

Gilson Lyrio
Membro do Comitê Nacional e da
Coordenação Estadual do DAP-MG

 

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: