Ato de adesão à petição ao Tribunal Penal Internacional contra Benjamin Netanyahu e os membros de seu gabinete por crime de genocídio

📸 Eduardo Viné
Ato de adesão no Brasil à petição a ser apresentada ao Tribunal Penal Internacional contra o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e os membros de seu gabinete, pelo crime de genocídio, ontem, dia 23, no Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo. A convocatória foi da Confederação Palestina Latino-americana e Caribenha (Coplac) e da Federação Árabe Palestina do Brasil (Fepal). Estiveram à mesa, além do presidente da Fepal, Ualid Rabah, o secretário geral da Coplac, Emir Mourad, Markus Sokol, do Diretório Nacional do PT e membro do DAP, o Ibraspal – Instituto Brasil-Palestina, Cebrapaz e outros.

No plenário, estiveram presentes jornalistas, professores do Mackenzie e da Unifesp, apoiadores da causa palestina e militantes do DAP.

Confira abaixo a íntegra da petição

Abaixo a íntegra da petição Chilena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: