Coordenação Nacional do DAP reúne-se em São Paulo

IMG_0993

Foto: Paulo Farias

 Encontro Extraordinário será em 1º de Setembro em São Paulo

A Coordenação Nacional  do  DAP se reuniu neste fim de semana e confirmou a participação ativa nas  mobilizações convocadas pelo  partido  e  pela  Central  única dos  Trabalhadores que  têm duas  datas importantes  no dia 10  de agosto (mobilizações  e  paralizações convocadas  pelos  sindicatos)  e no dia 15 de agosto no Grande  ato  popular em Brasília convocado  pelo PT  e com apoio de movimentos populares.

Em função desta agenda  foi  definido  uma nova  data  para o Encontro Nacional Extraordinário que  será agora dia 1º de Setembro  em São Paulo.

Foi  impresso um cartaz de convocação do encontro  e em vários  Estados as  reuniões para eleição de delegados  já estão se  realizando.

Segue  abaixo  a nota da Coordenação Nacional emitida hoje:

DAP_CMYK_COR

NOVA DATA

ENCONTRO EXTRAORDINÁRIO DO DIÁLOGO E AÇÃO PETISTA (DAP)

SÃO PAULO, 01 DE SETEMBRO DE 2018

Companheiras e companheiros do PT,

Adiamos o Encontro para nos somarmos ao ato em Brasília dia 15 de Agosto pelo registro eleitoral de Lula. Ele disse que “não acredita que terá justiça”. As apodrecidas instituições negam os direitos, não respeitam mais as próprias regras! De fato, só a mobilização popular poderá arrancar Lula da cadeia para levá-lo à presidência da República.

Reafirmamos a convocatória resumida abaixo, e convidamos todos petistas a se juntar na luta e no Encontro.

14.07.18, Comitê Nacional do Diálogo Petista

 

FIRMES NA LUTA POR LULA LIVRE, LULA PRESIDENTE COM CONSTITUINTE!

 

O ilegítimo governo Temer, entrega a soberania, desorganiza a economia e agrava o sofrimento popular. O golpe ameaça levar a nação ao caos, como na paralisação dos caminhoneiros, cujos efeitos persistem.

Os trabalhadores procuram resistir. O povo é sufocado pelo alto preço do gás de cozinha, foram cortadas verbas de educação, saúde, moradia e programas sociais, o desemprego e a miséria campeiam.

Mas há uma saída democrática para esta situação. Perseguida, a saída está presa em Curitiba. É Lula, cuja imediata libertação se impõe para assumir a presidência da República, como quer a maioria nas pesquisas: Lula de novo, com a força do povo!

Para adotar medidas urgentes, reduzir os preços dos combustíveis, recuperar o salário mínimo, o emprego e os programas sociais.

E para revogar as medidas golpistas que entregaram o pré-sal e cortaram direitos, através da convocação de uma Assembleia Constituinte Soberana: que faça a reforma política, da mídia e do judiciário, a reforma agrária e urbana, a tributária, que desmilitarize as PMs, audite a dívida e reestatize as privatizações entreguistas.

Lula é favorito disparado nas pesquisas, a ponto de que, caso retirado por um atropelo judiciário, “ganharia” a soma da abstenção, votos brancos e nulos, negando legitimidade ao pleito. A eleição sem Lula, seria uma fraude.

O PT deve se colocar a altura do desafio!

A situação é desafiadora. Mas Lula resiste e o PT volta a 20% da preferência. Não é o PT que está “isolado”, são os golpistas que estão divididos! É a única força capaz de unir os setores populares e impor a derrota certa aos golpistas, de Alckmin à Bolsonaro.

Que plano B que nada!

 

Não repetir os mesmos erros

A Executiva Nacional do PT adotou por maioria uma resolução por uma “coligação nacional com PSB” e “palanques estaduais com partidos de centro-esquerda”, ao invés de focar nos setores antiimperialistas que existem no PSB e no PDT, além do PCdoB e do PSOL, como orientava a resolução do 6o Congresso do PT,

A cúpula do PSB quer o apoio do PT à reeleição do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, retirando a candidatura de Marília Arraes, que empolgou a militância na reconstrução do PT local. O resto é conversa mole.

Mas nada está resolvido, é preciso agir para resguardar o PT. Essa aliança pode não sair. Mas é o caso de perguntar: aonde querem chegar, não aprenderam nada com os erros que fragilizaram o PT?

Companheiras e companheiros,

Nas próximas semanas, o Brasil viverá momentos decisivos. Toda energia é necessária para tirar o país do caos que ameaça, é possível vencer.

Lançamos o alerta e, ao mesmo tempo, nos colocamos na luta conjunta. A discussão é necessária para clarificar o caminho da vitória nas eleições, e não se desviar para aventuras ou fantasias que não resolvem a vida do povo.

Os grupos de base do DAP estarão engajados na campanha eleitoral do PT, em todos os níveis. Saberão combiná-la com o amplo debate, leal e sem tabu, com os companheiros do PT. Para que todos que queiram, se façam representar em nosso Encontro Extraordinário.

Lula livre!

Eleição sem Lula é fraude!

Lula presidente com Constituinte!

Mais informações http://www.petista.org.br

veja aqui  em  PDF    18.07.17 Adiamento Convoc ENC EXTRA DAP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s