Unidade pela Reconstrução na Bahia


A chapa estadual, Unidade pela Reconstrução, foi inscrita com 106 petistas de 16 municípios, com a presença de dirigentes do Sindpec, Sindvigilantes, Sindalimentação, comerciários, ferroviários e militantes do movimento negro, de mulheres e de jovens. A plataforma da chapa integra pontos estaduais que cobram do governador Rui Costa (PT) o fim das privatizações no metrô e hospitais, e posição contra as medidas do golpista Temer, como a privatização da Petrobras.
O governador recusou-se a receber o Sindipetro e a CUT, que exigem uma posição contra a privatização da Petrobras no estado. Isso após tentar privatizar a Embasa (água e esgoto), sendo obrigado a recuar frente à mobilização do Sindae, CUT e movimentos, que enquadrou a bancada de deputados do PT.
A plataforma foi assumida por diversas chapas municipais, como em Salvador, Juazeiro, Itaberaba, Santo Antônio de Jesus, Muritiba, Amargosa, Cruz das Almas e Feira de Santana. Em Feira, o lançamento no dia 17, reuniu mais de 80 petistas, entre eles o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Zé Neto, que afirmou “não tem que ter mais PED, tem que voltar ao passado, os encontros em que se discutia política”.
Gerinaldo Costa, candidato a presidente pela chapa em Feira de Santana, afirmou que “o PT é árvore de raiz boa, não morre. Com a plataforma da chapa, que se iniciou com o Diálogo Itinerante em novembro de 2016, vamos disputar o PT, retomar núcleos e reconstruir o partido com sua radicalidade”.

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.