Brasil: Chamado urgente dos coordenadores do Acordo Internacional dos Trabalhadores e dos Povos

24 de março de 2016

Como coordenadores do AcIT, recebemos de nossos amigos do Diálogo e Ação Petista a seguinte mensagem:

A Coordenação Nacional do Diálogo e Ação Petista se dirige ao Acordo Internacional dos Trabalhadores e Povos em primeiro lugar para informar que a Central Única dos Trabalhadores do Brasil enviou na data de hoje uma Nota de emergência às organizações sindicais e democráticas com as quais mantém relações em todo o mundo, onde podemos ler:

‘A situação no Brasil é de emergência. Está em curso um golpe de Estado contra o governo legalmente eleito de Dilma Rousseff (PT). Sob pretexto de combate à corrupção e na forma de uma operação jurídico-policial, com grande cobertura da mídia privada e articulada com a oposição parlamentar, se pretende pisotear a democracia e os direitos individuais e coletivos do povo brasileiro.

Para nós da CUT, por trás da operação golpista o alvo também são os direitos e conquistas da classe trabalhadora brasileira, obtidas com muita luta, e as organizações sindicais e populares.

Pedimos, portanto, a todas organizações sindicais e democráticas que ao redor do mundo defendem os direitos dos trabalhadores e a democracia, a tomarem posição contra o golpe no Brasil e que organizem delegações às embaixadas brasileiras em seus respectivos países para expressar essa posição’.

O golpe de Estado em curso contra o governo visa, na realidade, o PT, a CUT e todos os direitos arrancados pelos trabalhadores nestes últimos doze anos.

Pedimos ao AcIT que informe todos os seus aderentes desta proposta de delegações às embaixadas do Brasil em seus respectivos países para expressar sua posição contra o golpe e em defesa da democracia e dos direitos sindicais e trabalhistas no Brasil

São Paulo, 23 de março de 2016 – Comitê Nacional do DAP

Nós Coordenadores do Acordo Internacional dos Trabalhadores e dos Povos, pedimos que vocês respondam esse apelo urgente dos companheiros do Brasil, tomando posição e organizando delegações às embaixadas. É urgente! Façam-nos chegar o mais rápido possível suas tomadas de posição e iniciativas em direção às embaixadas para que as comuniquemos aos companheiros do Brasil.

Não ao golpe de Estado!

Em defesa do Partido dos Trabalhadores e da CUT!

Em defesa dos trabalhadores e de seus direitos!

Louisa Hanoune (Partido dos Trabalhadores-Argélia),
Geoffrey Excoffon (Partido Operário Independente-França), coordenadores do Acordo Internacional dos Trabalhadores e dos Povos.

Mensagens para: eit.ilc@fr.oleane.com