Diálogo e Ação Petista convoca Encontro Nacional

Num momento em que a luta dos trabalhadores chega ao final do ano fortalecida, com as manifestações de centenas de milhares de pessoas em todo o Brasil contra o golpe e contra o ajuste de Levy, o Diálogo e Ação Petista está convocando seu Encontro Nacional para março de 2016 (a data indicativa é 12 e 13).

Reunido em 18 de dezembro, em São Paulo, o Comitê Nacional do DAP analisou a situação política e aprovou o seguinte comunicado:

Comunicado do Comitê Nacional do Diálogo e Ação Petista

Encontro Nacional do DAP,
12-13 de março, em SP

 

Companheiras e companheiros petistas,

A jornada do último dia 16 de dezembro foi uma demonstração de vigor popular – concentrada na passeata dos 100 mil em São Paulo – nacionalmente protagonizada pela CUT, como uma participação desta vez mais importante do PT, além dos movimentos populares, de juventude e outras forças políticas.

Nada está resolvido, as ameaças (FIESP, mídia, PSDB,  boa parte do PMDB) continuam, não se pode confiar no STF, no Senado, enfim, nesse sistema institucional apodrecido. Há obstáculos, inclusive em setores do movimento que temem enfrentar a política econômica de superávit primário, crucial para a mais ampla mobilização necessária.

Mas fato é que se evolui. As condições se reúnem para a “virada”, inclusive um novo curso para o governo. É possível resistir a esta ofensiva da reação e do imperialismo, aliás uma ofensiva à escala continental.

O DAP se integrou plenamente nas manifestações contra o golpe do impeachment, levantando “Quero a Dilma que elegi, Fora Cunha e o ajuste do Levy” que encontrou eco nas ruas em todos os níveis.

É a continuação do esforço ao longo do ano “agindo como o PT agia”, ao lado de outras forças e setores, na luta comum em defesa do povo trabalhador, cujos direitos já atingidos, ficam ainda mais ameaçados por trás deste impeachment. Esta batalha termina o ano fortalecida.

Avançamos no questionamento desta política econômica antipopular, simbolizada pelo ministro de Levy. Esclarece-se o papel sabotador, verdadeira quinta-coluna da coalizão, do PMDB de Temer e Cunha. O PT, dissociado do senador Delcídio, um aproveitador, tem mais condição de combater contra sua “extinção”, e lutar pela liberdade do tesoureiro Vaccari injustamente preso.

No bojo destas lutas é natural que apareçam as questões urgentes que dão contéudo social à democracia, como a ameaça do fechamento da Usiminas de Cubatão, com mais dezenas de milhares de demissões, devida aos mesmos interesses privados e multinacionais que provocaram o desastre de Mariana.

Companheiros e companheiras,

Considerando todos esses elementos, o Comitê do DAP considera oportuno convocar para março próximo (data indicativas 12-13) em São Paulo nosso Encontro Nacional. Uma reunião de delegados autofinanciados  com mandato de reuniões prévias, onde a contribuição do nosso “cafezinho” é um critério obrigatório.

Desde já, convidamos todos petistas interessados a conhecer nossa proposta e se associar a este que deve ser o maior encontro do DAP já realizado, firmemente apoiado em uma centena de Grupos e Base que nos damos como desafio construir até lá.

Agir como o PT agia!

Pela emancipação dos trabalhadores!

São Paulo, 18 de dezembro de 2015

O Comitê Nacional do DAP se reunirá dia 22 de janeiro para ultimar a preparação de nosso encontro de março.