Mortes por Covid-19 se alastram na Brasilândia

No bairro que se tornou o “epicentro” de mortes por covid-19 na capital paulista, o Presidente do PT da região também foi um dos infectados pela doença – com diagnóstico errado devido a falta de testes. Leia o texto dos companheiros do grupo de base do DAP da Brasilândia, que denuncia os problemas e discute medidas para salvar vidas, como exigência de reabertura do Hospital Sorocabano, dentre outras.

Covid-19 se alastra na Brasilândia

Anderson e Lili
Grupo da Brasiländia do DAP

Sem atendimento adequado aos moradores, a Vila Brasilândia, na periferia da zona norte de São Paulo, é hoje, o bairro com o maior número de mortes suspeitas pela doença. Acumulam-se casos de pessoas que procuram os hospitais com sintomas de infecção pelo vírus e, sem fazer o exame, voltam para casa.

Presidente do PT infectado

Lili e Adilson
Lili, Teixeira e Adilson, durante votação da eleição interna do PT, em 2019.
Adilson é o Presidente do DZ Freguesia / Brasilândia

Foi o que aconteceu com o presidente do Diretório Zonal do PT – Brasilândia e Freguesia, e membro da coordenação estadual do DAP, Adilson Sousa. Encaminhado pela Unidade Básica de Saúde local a um hospital que é centro de triagem na região, foi diagnosticado com pneumonia, medicado e dispensado. Mesmo apresentando os sintomas, não conseguiu fazer o teste. Os sintomas continuam e o companheiro está em casa, sem saber se está contaminado.

Onde fica a Brasilândia

A Vila Brasilândia pertence ao distrito da Freguesia do Ó que tem mais de 400 mil habitantes. Os hospitais que atendem a população do distrito, já chegaram ou estão bem perto de chegar ao seu limite.
A disseminação da doença covid-19 na Brasilândia, exige medidas urgentes e extraordinárias.
A principal delas é aumentar, agora, a quantidade de leitos para os que já adoeceram e necessitem de internação, além do atendimento correto, com testes para todos que procurem o sistema de saúde com os sintomas.

Hospital ainda fechado

O Hospital da Brasilândia – iniciado na gestão do PT na prefeitura – teve a sua abertura prometida no começo de abril, com 150 leitos exclusivos para a Covid-19, mas ainda se encontra fechado. É preciso abrir seus leitos imediatamente, inclusive ampliar, usando a totalidade do prédio, com capacidade para mais de 300 leitos. Cobramos da prefeitura, comandada por Bruno Covas, o funcionamento completo do Hospital.

Reabrir o Hospital Sorocabano

É possível aumentar leitos, reabrindo o HOSPITAL SOROCABANO. Localizado na Lapa – próximo ao nosso bairro – o Sorocabano já foi referência para tratamento da saúde dos moradores da Brasilândia.

Fechado há anos, o terreno é do governo estadual e a população pede há muito tempo que o local seja cedido para que a prefeitura assuma, reforme e reabra o hospital. Assim, a liberação do local pelo governador João Doria pode ampliar o número de leitos para a região.

DAP da Brasilândia em movimento

O grupo de base do DAP Brasilândia, está junto com outros moradores constituindo um movimento forte de defesa de nossas vidas, que estão em risco com a pandemia, e a ausência do estado, para minimizar a catástrofe que já se anuncia e que só tende a piorar no próximo período.

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: