BA: Coletiva denuncia condenação arbitrária de Luísa Hanune

Realizou-se hoje, 25 de setembro, uma Coletiva de Imprensa em Salvador, no Plenarinho da Assembleia Legislativa da Bahia.

Convocada pelo deputado estadual Jacó (PT), contou com a presença de Edenice Santana (Movimento Negro), Rodrigo Hita (PSB), Javier Alfaya (PCdoB), Gilberto Leal (Conen), Iracema Moura (MSTS), Brenda Sousa (Juventude Revolução do PT), Cedro Silva (CUT-BA), deputada estadual Maria Del Carmen (PT), Ademário Costa (presidente eleito do PT Salvador), Paulo Riela (Executiva PT BA e Comitê Estadual Diálogo e Ação Petista), além da mensagem de apoio de Ronaldo Santos (PSOL). Estiveram presentes órgãos de imprensa, blogs, dirigentes sindicais, partidários, do movimento negro, de moradia e juventude.

Leia também:
No Sarau das Margaridas em SP, a defesa de Luísa Hanune
Diretório Nacional do PT aprova moção de solidariedade à Luísa Hanune
PE: movimentos e parlamentares pedem liberdade para Luísa Hanune

Os mais de 40 presentes denunciaram a prisão de Luísa, secretária geral do PT da Argélia, e liderança do Acordo Internacional dos Trabalhadores. Ela foi condenada nesta madrugada a 15 anos de prisão pelo Tribunal Militar de Blida, numa sentença que, na verdade, já estava pronta. Os dirigentes destacaram que não descansarão até alcançar sua liberdade lá e, a liberdade de Lula no Brasil, presos e condenados sem provas.

A solidariedade e o compromisso ali presente dá ânimo e reforça a campanha contra perseguição e prisão daqueles que se colocam ao lado do povo oprimido.

Luísa livre! Lula livre!

Da esquerda para direita: Iracema Moura, Rodrigo Hita, Javier Alfaya, deputado Jacó, Edenice Santana e Gilberto Leal, Brenda Sousa, Cedro Silva e Paulo Riela

2 comentários em “BA: Coletiva denuncia condenação arbitrária de Luísa Hanune

Gostou? Comente sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: